Aviso

IPASEAL SAÚDE

Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores do Estado de Alagoas
Quinta, 21 Fevereiro 2019 19:21

Os benefícios da pimenta para saúde

Fonte: www.terra.com.br

A pimenta é um ingrediente usado em diversas culinárias pelo mundo. No Brasil, ela está presente na maioria dos nossos pratos típicos, principalmente aqueles que vêm do Nordeste do país. Além disso, temos uma grande variedade de pimentas para usarmos: pimenta de cheiro, pimenta dedo-de-moça, pimenta biquinho e pimenta malagueta são alguns exemplos. Elas não dão apenas aquele toque especial aos pratos: confira abaixo os benefícios da pimenta para a saúde!

Pimentas vermelhas

Antes de mais nada, é importante destacarmos que estamos falando dos benefícios das pimentas que contêm capsaicina, uma substância presente principalmente nas pimentas vermelhas.

Os benefícios da pimenta para a saúde são diversos. Ela é rica em vários nutrientes essenciais para o funcionamento do corpo. Ela é fonte de vitamina C, que melhora o funcionamento do sistema imunológico. Além disso, ela também é rica em vitamina E, uma vitamina conhecida por ser um antioxidante natural, que auxilia na prevenção de doenças degenerativas como Alzheimer e Parkinson.

Outra vitamina que você pode encontrar nas pimentas é a vitamina A. Nas pimentas, ela se encontra na forma de carotenoide. Quando ela é consumida, ela é transformada em vitamina A, assim como nas cenouras. Apenas meia colher de sopa de pimenta dedo-de-moça em pó é o suficiente para fornecer para o corpo a quantidade necessária de vitamina A por dia!

Para você que vive na luta contra a balança para tentar perder peso, saiba que a pimenta pode ser sua melhor amiga. Ela é conhecida por ser um alimento termogênico, ou seja, ela ajuda a acelerar o metabolismo e aumentar o gasto calórico. Isso tudo graças à capsaicina. Também é ela que dita o grau de ardência das pimentas: quanto mais capsaicina, mais ardida ela será. Mas nada de beber um vidro de molho de pimenta por achar que vai ajudar a emagrecer porque você pode queimar o esôfago, hein?

Por falar em capsaicina, estudos comprovam que ela ajuda a diminuir os níveis de colesterol ruim no sangue. No entanto, é preciso ter certo cuidado com a ingestão de pimenta. Pessoas que sofrem com gastrite, refluxo e hemorroida precisam evitar as pimentas, pois elas aumentam os sintomas. O indicado, para quem não sofre com essas doenças, é consumir pimentas pelo menos duas vezes por dia.

Confira abaixo 10 de seus múltiplos benefícios:

1. Efeito antioxidante

Previnem doenças como diabetes, câncer e problemas do coração. Os antioxidantes são importantes agentes no combate ao envelhecimento precoce.

2. Facilita a digestão

Aumenta a produção de saliva, potencializando a produção de enzimas e suco gástrico, facilitando assim a digestão e combatendo o mau hálito.

3. Acelera o metabolismo

Eleva a temperatura do organismo e aumenta o gasto calórico. A presença de capsaicina também previne o acúmulo de gordura na região da barriga.

4. Ajuda a emagrecer

Estimula o sistema nervoso, aumentando a liberação de catecolaminas, noradrenalina e adrenalina, substâncias que diminuem o apetite.

5. Controle do colesterol

Controla os níveis do colesterol bom (LDL) e dos triglicerídeos, melhorando também a pressão arterial.

6. Prevenção do câncer

Possui componentes quimiopreventivos, antimutagênicos e anticarcinogênicas, prevenindo vários tipos de câncer.

7. Combate o diabetes

A capsaicina aumenta as taxas de insulina e reduz o nível de glicose no sangue.

8. Atua no sistema circulatório

Suas vitaminas A, C e do complexo B, além de Potássio e Cálcio atuam na melhoria do sistema circulatório, impedindo a formação de coágulos e aumentando o calibre dos vasos sanguíneos, o que diminui o risco de um ataque cardíaco ou AVC.

9. Afasta a depressão e alivia a dor

A adrenalina e a noradrenalina deixam a pessoa em estado de alerta, melhorando o seu ânimo. Ao aumentar o fluxo sanguíneo periférico, ajuda no combate à enxaqueca. Além disso, a capsaicina atua combatendo dores de cabeça, mucosite oral, alergias cutâneas e tumores de pele.

10. Ação anti-inflamatória

Especialistas indicam o consumo diário de seis pimentas dedo-de-moça ou meia pimenta malagueta para atingir as taxas necessárias de capsaicina, que possui uma forte ação anti-inflamatória.